Ler nas férias: dicas de leituras para as crianças

Ler nas férias: dicas de leituras para as crianças

Uma menina que se transforma ora em rainha, ora em sereia, fada ou bailarina. Um dragão que sonhava ser bombeiro. Um filho que compartilha uma conexão mágica com o pai, tornando-os um só. Um herói revolucionário no sertão da Bahia. Uma mulher que viaja com um cavalo azul.

Para as crianças, o mês de julho vem com a promessa das tão esperadas férias escolares. Esse período tem uma magia no ar e infinitas possibilidades, ainda mais quando um ótimo livro é envolvido. 

Em alguns estados do nordeste, como na Bahia, as férias escolares já terminaram, mas levar o hábito da leitura para além da sala de aula é importante durante todo o ano. Divertida e imersiva, a leitura expande o conhecimento, enriquece o vocabulário e desenvolve a capacidade de empatia da criança.

Ah, e por que não embarcar junto na viagem?

A leitura em conjunto é mais divertida e proporciona momentos especiais de aproximação da família e também dos amigos, servindo de incentivo para criar o gosto pelas histórias.

Para explorar ao máximo a narrativa presente nos livros, vale ler em voz alta, explorar vozes diferentes, onomatopeias, teatro, brincar com fantasias ou simplesmente compartilhar a leitura.

Mas por onde começar?

Separamos 5 indicações de livros para as férias da criançada, com sugestão de faixa etária, para divertir e inspirar. Boa leitura!

Cinco dicas de livros 

A incrível Serena contra o temível Aspiraldo

→ Da autora Natália Paiva, com ilustração de Luísa Amoroso

Serena é uma menina muito imaginativa. Enquanto o pai aspira os diversos espaços da casa, Serena se transforma ora em rainha, ora em sereia, bailarina ou fada, lutando com seus amigos imaginários contra um temível monstro de nariz longo que tudo quer sugar, chamado Aspiraldo. Em uma narrativa sonora, com versos rimados em dez sílabas tônicas, “A Incrível Serena Contra o Temível Aspiraldo” nos leva ao universo infantil que transforma o cotidiano do ambiente doméstico em fantasia, sorrisos e muito afeto. Para deixar a leitura ainda mais imersiva, o livro vem com um QR Code para acessar uma música feita para acompanhar a história.

Cirilo: o dragão que sonhava ser bombeiro

Da autora Carolina Bacelar, com ilustrações de Enéas Guerra

Cirilo não é um dragão normal, igual àqueles que atormentam a vida dos príncipes dos contos de fada. Ele pertence à linhagem real dos dragões metálicos alados. Só que ele nem parece um dragão.Em vez de fogo, gosta mesmo é de água. Sua primeira palavra? Água. O que mais gosta de fazer? Nadar no Rio Verdejante. Principal brincadeira? Tocar fogo nos arbustos e trazer um pouco de água para combater o pequeno incêndio. “Cirilo, o dragão que sonhava ser bombeiro” é uma divertida aventura infanto-juvenil, com texto bem trabalhado, ambientado em uma terra mágica, mas que nos apresenta um super poder bem real e acessível a todos: a força de vontade.

Quando somos um só

Do autor Alessandro Marimpietri, com ilustrações de Esteban Vivaldi

Inspirado na experiência de cumplicidade e afeto na relação do autor e seu filho Lucca, este livro lança luz sobre o relacionamento dos pais com seus filhos, permitindo a ambos o crescimento e a compreensão profunda da vida e de seus significados simbólicos.

Em linguagem poética e acessível às crianças, permeado por uma narrativa ricamente ilustrada, o livro “Quando Somos um Só” encanta pessoas de todas as idades.

Pode ser lido pelos pais, para seus filhos; pelos filhos, para seus pais ou, ainda, pode tornar-se uma ótima oportunidade de leitura para ser compartilhada em família. Este é um livro que enaltece a vivência da paternidade e a potência do amor como chance de reinvenção da vida.

Antonino Peregrino 

→ Do autor Osvaldo Costa Martins, com ilustração de Luci Sacoleira

O livro “Antonino Peregrino” apresenta às novas gerações, de forma poética, o personagem Antônio Conselheiro, responsável por liderar o arraial de Canudos, no sertão da Bahia. Narrado em primeira pessoa, a publicação aproxima o leitor da singularidade de Conselheiro, que se denominava “o peregrino”. 

Palavras e figuras se entrelaçam para contar sobre um momento histórico que parece muito atual: a segregação, a tentativa de silenciamento do Nordeste pelo Sudeste, a exclusão, a concentração de renda, de terra, o racismo, a xenofobia, as mentiras produzidas por certos centros de poder para esvaziar a força popular, tudo isso está em jogo.

A mulher da guarda 

Da autora Sara Bertrand, com ilustrações de Alejandra Acosta

Jacinta quer saber como sua mãe vai fazer para respirar dentro do caixão e suas tias lhe respondem que é melhor que ela vá cuidar de seus irmãos. De sua mãe, Jacinta lembra o som da colher batendo no copo quando ela mexia o leite para deixá-lo sem bolinhas. Jacinta ri com seus irmãos e seu pai quando ele consegue chegar cedo do trabalho e jantam juntos e ele acaba tirando de suas orelhas balas e guloseimas. Jacinta é um bichinho estranho, num mundo onde as outras crianças têm mãe. Jacinta não tem um anjo da guarda, mas uma mulher que viaja em um cavalo azul e sempre olha por ela. Em 2017, a edição original em espanhol de “A mulher da Guarda” recebeu o importante prêmio New Horizon/Bologna Ragazzi, da Feira Internacional do Livro Infantil de Bologna, na Itália.

A obra também foi reconhecida como melhor título de livro infantojuvenil pela revista 451, em 2019, e recebeu o Selo Distinção do Cátedra de Leitura da Unesco.


Conheça a nossa coleção completa de livros infantis aqui. São obras feitas com muito cuidado e delicadeza, para encantar crianças de 0 a 100 anos.
Voltar

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.

  • Ilustração de Esteban Vivaldi para o livro  Quando Somos um Só de Alessandro Marimpietri publicado pela Solisluna Editora

    Sobre a potência transformadora do amor entre pais e filhos

    "Quando estamos juntos, é como acordar num dia que já nasce claro. O pão quentinho com manteiga das manhãs de domingo. Um banho fresco numa tarde quente. Estar com você...

    Sobre a potência transformadora do amor entre pais e filhos

    "Quando estamos juntos, é como acordar num dia que já nasce claro. O pão quentinho com manteiga das manhãs de domingo. Um banho fresco numa tarde quente. Estar com você...

  • Cartaz do filme Goya Lopes Coragem de Criar

    Coragem de criar: a memória viva e simbólica de Goya Lopes

    Mulher negra, artista, designer, empresária, autora, pesquisadora, brasileira, baiana e trabalhadora incansável. Assim como as quase infinitas combinações das suas milhares de estampas, o potencial de Goya Lopes é inesgotável. ...

    Coragem de criar: a memória viva e simbólica de Goya Lopes

    Mulher negra, artista, designer, empresária, autora, pesquisadora, brasileira, baiana e trabalhadora incansável. Assim como as quase infinitas combinações das suas milhares de estampas, o potencial de Goya Lopes é inesgotável. ...

  • Vida longa A Feira do Livro: cores e literatura ocupam a  praça

    Vida longa A Feira do Livro: cores e literatura ocupam a praça

    Ar livre, famílias, jovens, crianças, casais, livreiros, editores e muitos, muitos livros. Todos presentes na primeira edição d’A Feira do Livro, que aconteceu dos dias 8 a 12 de junho, na praça...

    Vida longa A Feira do Livro: cores e literatura ocupam a praça

    Ar livre, famílias, jovens, crianças, casais, livreiros, editores e muitos, muitos livros. Todos presentes na primeira edição d’A Feira do Livro, que aconteceu dos dias 8 a 12 de junho, na praça...

  • A Poesia das Lendas

    A Poesia das Lendas

    Os livros da coleção de Lendas Africanas dos Orixás ilustradas pela artista Edsoleda Santos contam histórias dos Deuses africanos e seus mundos sagrados. As lendas são fabulosas e encantadoras, ilustradas com...

    1 comentário

    A Poesia das Lendas

    Os livros da coleção de Lendas Africanas dos Orixás ilustradas pela artista Edsoleda Santos contam histórias dos Deuses africanos e seus mundos sagrados. As lendas são fabulosas e encantadoras, ilustradas com...

    1 comentário
1 de 4