Expedição de Mateus Aleluia ganha museu virtual

Uma expedição de Mateus Aleluia realizada no ano passado pelo Continente Africano, deu origem ao projeto Nações do Candomblé, no qual o cantor e compositor apresenta suas pesquisas mais recentes no âmbito da ancestralidade ritualística musical pan-africana. 

Registros feitos durante a incursão etno-poética-musical, como os cantos para os voduns, bem como entrevistas com sacerdotes e líderes de culto, podem ser conferidos no Museu Virtual Nações do Candomblé. A ferramenta foi idealizada em parceria com a Editora Solisluna e criada pelo fotógrafo Kin Guerra. No link www.nacoesdocandomble.com.br, o visitante acessa conteúdos especiais, que serão constantemente atualizados, de acordo com os desdobramentos da expedição. 

No museu on-line, as mais diversas linguagens artísticas, como música, fotografia e audiovisual se relacionam com procedimentos etnográficos, trazendo uma contribuição significativa para o entendimento dos contornos identitários do povo brasileiro a partir das culturas advindas da diáspora africana. 

Álbum Afrocanto das Nações 1

O projeto Nações do Candomblé também deu origem ao álbum Afrocanto das Nações - Jêje, indicado ao Grammy Latino 2022, mesmo ano em que foi lançado. A capa do disco foi criada pelo artista gráfico Enéas Guerra (Solisluna).

Outro resultado dessa pesquisa é a exposição Benin do lado de cá, que será inaugurada na Casa do Benin, em Salvador, no dia 6 de setembro. Assinada por Seu Mateus, como também é reverencialmente conhecido, a mostra é composta por duas instalações e fica em cartaz até 5 de dezembro. Na véspera da abertura, dia 05/09, às 18h30, ocorrerá um bate-papo na Casa do Benin com Mateus Aleluia, a diretora artística o projeto Tenille Bezerra, e o pesquisador Hippolyte Brice Sogbossi, professor titular do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de Sergipe. 

Voltar

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.

  • Lilia Gramacho

    Um papo com Lilia Gramacho

    Lilia Gramacho é jornalista, publicitária, psicóloga e escritora. As diversas profissões têm um ponto em comum e revelam algo sobre ela: o gosto por ouvir e narrar histórias. “O jornalismo...

    Um papo com Lilia Gramacho

    Lilia Gramacho é jornalista, publicitária, psicóloga e escritora. As diversas profissões têm um ponto em comum e revelam algo sobre ela: o gosto por ouvir e narrar histórias. “O jornalismo...

  • Exposição Encontro do Sol com a Lua - Solisluna 30 anos

    2023: um ano Solislúnico

    Fim de ano. Tempo de fazer um balanço do que vivemos nos últimos 12 meses. E já inicio o texto afirmando que a palavra que resume nosso 2023 é: GRATIDÃO!...

    2023: um ano Solislúnico

    Fim de ano. Tempo de fazer um balanço do que vivemos nos últimos 12 meses. E já inicio o texto afirmando que a palavra que resume nosso 2023 é: GRATIDÃO!...

  • Tanila Amorim - autora de De onde veio meu irmão? Foto de Maína Diniz

    Um papo com Tanila Amorim

    A BELEZA DO NASCIMENTO PELOS OLHOS DE UMA CRIANÇA  Enfermeira obstetra e parteira urbana, Tanila Amorim é mãe de Gabriel, 14 anos, e Kadu, 8. O primeiro viu o irmão...

    Um papo com Tanila Amorim

    A BELEZA DO NASCIMENTO PELOS OLHOS DE UMA CRIANÇA  Enfermeira obstetra e parteira urbana, Tanila Amorim é mãe de Gabriel, 14 anos, e Kadu, 8. O primeiro viu o irmão...

  • Exposição Encontro do Sol com a Lua no Farol da Barra - Solisluna 30 anos

    Exposição Encontro do Sol com a Lua no Farol da Barra em Salvador, Bahia.

    Mostra realizada pela Solisluna, em cartaz na sala de exposições temporárias, no Museu Náutico da Bahia Como parte das comemorações dos 30 anos, a Solisluna Editora realiza a  Exposição Encontro...

    Exposição Encontro do Sol com a Lua no Farol da Barra em Salvador, Bahia.

    Mostra realizada pela Solisluna, em cartaz na sala de exposições temporárias, no Museu Náutico da Bahia Como parte das comemorações dos 30 anos, a Solisluna Editora realiza a  Exposição Encontro...

1 de 4